MASSAS (benefícios) e MOLHOS

Nos países mediterrânicos, as massas são um dos alimentos comidos com maior frequência.
Apesar de Itália ser o país onde se consomem mais massas, a verdade é que em todos os países mediterrânicos este é um alimento bastante apreciado.



É, em grande parte, por esse motivo que, nesses países, os níveis de doenças cardiovasculares são baixos, comparativamente com os do resto do mundo.



Na verdade, as massas podem servir de base para uma variedade de pratos e refeições equilibradas e saudáveis.


Vantagens da Massa Integral

As massas são alimentos muito saudáveis pois são:

• Uma boa fonte de hidratos de carbono complexos, que são excelentes fontes de energia

• Uma boa fonte de proteínas

• Um alimento com baixo teor em gordura

Como é Feita a Massa Integral



As massas são, normalmente, feitas com apenas farinha e água. Podem ser usadas secas, como as que são compradas nos espaços comerciais, ou ainda frescas. Estas fornecem uma grande quantidade de hidratos de carbono ao organismo, sendo essa a fonte principal de energia. Por esse motivo, é comum que atletas das maratonas comam este alimento com frequência, principalmente quando se preparam, a fim de terem bastante resistência.


Composição da Massa Integral



A massa integral é feita com recurso a farinhas integrais, ou seja, farinhas feitas com cereais que não sofreram um processo de branqueamento, como acontece com os que não são integrais. Deste modo, cereal integral conserva mais fibras, por ainda ter a casca, fazendo assim melhor à saúde, ajudando por exemplo a um melhor ao funcionamento do sistema digestivo.





Massa Integral Ajuda a Emagrecer



Apesar de a diferença entre a massa normal e a massa integral ser mínima em relação ao valor calórico (em 80 gramas de massa temos cerca de 270 calorias, na integral, e 280 calorias na massa normal), a verdade é que a massa integral ajuda a emagrecer.

O segredo da massa integral é que esta possui mais fibras na massa, sendo que as fibras dão saciedade, além de fazerem com que a velocidade de digestão dos hidratos de carbono diminua, o que faz com que a fome demore mais tempo a voltar. Ao contrário, na massa normal, por possuir muito menos fibras, os hidratas de carbono transformam-se rapidamente em açúcar no sangue, fazendo com que dispare a produção de insulina, hormona esta que, em excesso no organismo, faz com que aumente o stock de gordura, especialmente na zona abdominal, dando origem aos indesejados pneus.

Fazer Massa Integral

Ingredientes (para 4 porções):

uma chávena e meia (chá) de farinha de trigo

uma chávena e meia (chá) de farinha integral

meia colher (chá) de sal
4 ovos (preferencialmente caseiros)
2 colheres (chá) de azeite

Modo de Preparação:

1. Numa taça média ou na bancada da cozinha, misture as farinhas junto com o sal. A seguir, faça uma covinha no meio e despeje o azeite. Junte um ovo de cada vez, enquanto vai misturando rapidamente com um garfo ou uma batedeira de garfos até conseguir formar uma massa húmida. Espalhe farinha numa bancada e bata a massa até que esta fique dura e elástica. Atingindo esse ponto, deixe a massa descansar durante meia hora.

2. Com um rolo da massa ou uma máquina de fazer massa estique a massa até que fique com a espessura desejada. Por fim, corte a massa com a largura e o formato que desejar. Após o corte, deixe a massa a secar durante 15 minutos, no mínimo, para evitar que se cole.

Nota:

Coza massa em bastante água a ferver com sal. A massa acabada de fazer coze muito rapidamente, levando apenas entre 2 e 3 minutos. Quando estiver cozida, a massa começa imediatamente a boiar. Estando cozida, retire a massa e use-a como desejar.

MOLHOS PARA MASSAS

Molho de tomate com beringela

Uma especialidade que pode servir como paté ou como acompanhamento de massa




Esta deliciosa receita, da responsabilidade de Isabel Zibaia Rafael, autora do blogue de culinária Cincoquartosdelaranja.com, não podia ser mais versátil. Servida com tostas, funciona como um saboroso paté para uma entrada. Se tiver massa cozida, pode complementá-la com este saboroso molho. Se preferir, pode também usá-lo para confeccionar beringelas recheadas com o molho ou para enriquecer as suas lasanhas.  



Ingredientes


1,5 kg de tomate maduro

1 cebola
3 dentes de alho
1 folha de louro
1 talo de aipo
1 raminho de orégãos frescos (5 g)
375 g de beringelas
1 dl de azeite
sal e pimenta preta

Preparação

Escalde o tomate em água a ferver durante cinco minutos. De seguida, escorra a água quente e passe o tomate por água fria.

Limpe o tomate de peles e sementes.

Leve ao lume uma panela com a cebola e os dentes de alho picados, a folha de louro e o azeite. Assim que a cebola quebrar, adicione a beringela cortada em cubos, o tomate picado, o talo de aipo e o raminho de orégãos frescos atado.

Tempere com sal e pimenta preta a gosto. Deixe cozinhar em lume brando até o molho evaporar.

Retire o talo de aipo, o raminho de orégãos frescos e a folha de louro. Sirva ou utilize de imediato.

Pesto de rúcula e espinafres com nozes


Pesto de rúcula e espinafres com nozes



Um paté que também pode ser usado como molho para acompanhar pratos de massa

Se gosta do pesto tradicional, vai gostar desta versão, um molho para massas que também pode ser servido como entrada num prato para barrar com tostas. Esta receita tem a assinatura de Isabel Zibaia Rafael, autora do blogue Cincoquartosdelaranja.com.


Ingredientes


  • 50 g de rúcula selvagem
  • 50 g de folhas de espinafres
  • 2 dentes de alho
  • 40 g de nozes
  • 50 g de queijo parmesão ralado
  • 10 g de folhas de manjericão
  • 1 dl de azeite
  • sal e pimenta preta

Preparação

Junte todos os ingredientes (exceto o sal e a pimenta) e coloque-os num copo liquidificador.
Triture tudo até obter um preparado de consistência mole.
Tempere com sal e pimenta e sirva.


Molho de iogurte com pepino e limão

O melhor acompanhamento para as suas saladas e até para massas frias



Molho de iogurte com pepino e limão



















Este molho frio é o complemento ideal para as suas saladas, para pratos frios de massa ou até para picar com tostas ou com pão. Além disso, tem vantagens nutricionais comprovadas. «Oferece uma boa gordura (a gordura mono insaturada do azeite)», assegura Célia Francisco, especialista em controlo de peso.


«Desfruta também das vantagens dos bifidus activos do iogurte natural que auxiliam na digestão. Por outro lado, contém sumo de limão, o qual tem propriedades antioxidantes que, em conjunto com as ervas aromáticas, permitem uma redução da quantidade de sal adicionado, pois dão sabor», acrescenta ainda.

Ingredientes

1 iogurte natural magro
meio pepino
sumo de limão
sal
azeite
folhas de hortelã

Preparação

Retire a casca ao pepino e corte-o em pequenos cubos.

Misture o iogurte com o pepino num liquidificador.

Adicione o sumo de limão ao iogurte. Junte um fio de azeite, tempere com sal e misture bem, até obter um creme homogéneo.

Decore o molho com as folhas de hortelã. Sirva de imediato.



Fontes:



Artigos RELACIONADOS

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares