Tons de PRIMAVERA

De nenhuma cor 
lhe retires o brilho 
e em nenhum paladar
te esqueças do sal 

Que em cada música 
encontres o teu balanço 
e em cada sonho 
vejas a voz que te guie 

 Se estíveres na cidade 
sê simples, como és 
se a ilusão do encanto, oco 
te levar, pela futilidade da vida 

 Se morares na aldeia 
ergue sempre a cabeça 
Que as tradições, vazias 
não te pesem, sem causa 

 Olha para cima 
o céu é azul 
O sol espera por ti 
seja noite, seja dia tardio 

 Onde estiveres 
estarei contigo 
em cumplicidade 
nos dias de dia 
e nos dias de noite 

 Sentirás a minha mão, na tua 
e eu, sentirei o teu dormir, em mim 
talvez sonhes 
talvez te beije 
sonhando também 

 E vem a alvorada 
os olhos se cruzam 
E renovam-se as palavras 
pela vontade da razão 

 Nunca serão as mesmas 
mas todas dizem 
como o brilho de cada cor 
te amo pequena flor 

 (Rui Santos)

Artigos RELACIONADOS

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares