Sabe Qual É A Diferença Entre Chá E Infusão ?



Sabe qual é a diferença entre chá e infusão?
Apesar de serem muito semelhantes, existe uma peculiaridade que os distingue - o que vai ser colocado na água a ferver. Ao longo deste artigo vamos falar das suas diferenças, e dar-lhe várias razões pelas quais os chás e infusões devem estar presentes no seu dia a dia. Desfrute dos seus aromas e sabores agradáveis, aproveitando para se hidratar, beneficiando também das suas inúmeras qualidades.

História

Diz a lenda que o chá nasceu há 5 mil anos atrás, em território chinês. O imperador Shen Nong, após uma longa caminhada, estaria a beber água acabada de ferver, junto a uma árvore. Foi então que algumas folhas da árvore caíram na água quente, conferindo-lhe um extraordinário aroma e um sabor delicioso.

A data geralmente aceite para a primeira remessa de chá para a Europa remonta ao ano de 1610. Em 1609, navios holandeses chegaram à ilha japonesa de Hirado, e no ano seguinte, começaram a transportar chá para Java, de onde era reexpedido para a Europa. O chá entrou primeiramente nos hábitos europeus como um medicamento raro e quase milagroso, devido ao seus elevados preços, até à década de 1660. Os relatos europeus faziam referência ao seu poder curativo e medicinal entre chineses e japoneses.

Com o novo predomínio de variedades de chás pretos, os mais baratos, a população inglesa deixou de encarar a bebida como um “mezinha” ou uma extravagância, para a tornar parte integrante dos seus hábitos alimentares. Conta-se que terá sido a infanta portuguesa D. Catarina de Bragança que terá introduzido o costume inglês de tomar um chá a meio da tarde. Assim, o chá restringiu-se a grupos sociais privilegiados, ao contrário do que acontecia noutras partes da Europa.

Para além do fator sociocultural do chá, existem também as propriedades medicinais da bebida, que nas últimas décadas têm sido investigadas cientificamente, com descobertas fascinantes.

Hoje em dia é uma bebida muito apreciada pelos mais variados povos. Contudo convém distinguir o chá das infusões, que são igualmente populares.




Diferença entre chás e infusões

Sabia que quando pede um chá de tília, deveria antes pedir uma infusão de tília? Pois uma infusão é obtida a partir da fervura de diferentes partes de plantas, frutos ou árvores, como por exemplo, da cidreira ou do limão.

Quando preparamos um chá passa-se a mesma coisa, no entanto, o chá é feito apenas a partir da planta do chá, denominada camellia sinensis. Dependendo da oxidação das folhas da planta, podemos obter o chá branco a partir de folhas não oxidadas; o oolong com um pouco mais de oxidação; e com as folhas de com maior oxidação, obtém-se finalmente o chá preto.

Tipos de chás


O chá branco. É o que contém menor teor de cafeína, já que é feito a partir de folhas que não sofreram oxidação e, por isso, tem um sabor suave e doce. Não só são sugeridas semelhanças entre as suas propriedades medicinais e as do chá verde, como existem estudos que revelam os seus efeitos antibacterianos e antivirais.

O chá verde. È o mais consumido no oriente e caracteriza-se pela sua mínima oxidação, baixo teor de cafeína e propriedades medicinais. Investigações apontam o chá verde como importante na prevenção e tratamento de várias doenças, como o Alzheimer, doenças cardiovasculares, cancro e até da obesidade. A maioria dos benefícios do chá verde devem-se ao facto deste conter um composto antioxidante que se julga ser 100 vezes mais potente do que a vitamina C.

Chá oolong. Caracterizado por ter uma oxidação variável, mas sempre superior à do chá verde e inferior à do chá preto. O chá oolong tem um sabor suave e tem um aroma menos intenso que o do chá preto. É rico em antioxidantes e sugerido como benéfico na saúde cardiovascular e óssea, assim como na perda de peso.

Chá Preto. O mais popular dos chás no ocidente, o chá preto ou chá vermelho (como é chamado na China), caracteriza-se pelo seu sabor intenso e cor escura. Por apresentar uma oxidação intensa, é o que contém maior quantidade de cafeína. A combinação de L-teanina e cafeína, presente neste chá, melhora a performance cognitiva e aumenta o estado de alerta. Assim, aconselha-se o consumo de chá preto logo nas primeiras horas da manhã para melhorar a atividade mental. De entre os vários benefícios que o seu consumo moderado apresenta para a saúde, destaca-se a redução do risco de doenças coronárias.





Infusões

Os “chás” de camomila, erva príncipe, menta, rooibos e limão, são na realidade infusões feitas a partir de folhas de plantas ou frutos. Estas bebidas aumentam a ingestão de líquidos, cuidam da pele e regulam funções no organismo. No entanto, não se devem confundir estas características benéficas das infusões (associadas às plantas de origem) com as propriedades terapêuticas dos chás.

Infusões com benefícios especiais


Infusão de gengibre.
Esta infusão possui um elevado poder anti-inflamatório, um efeito termogênico, aumenta o apetite e melhora a digestão e absorção de nutrientes. Excelente para quem necessita de uma ajudinha na perda de peso.

Infusão de hibisco. Conhecido por ser calmante, diurético e laxante, tem uma ação termogênica, previne o colesterol alto e ajuda a manter os níveis de glicose no sangue, tornando-se assim uma escolha ideal para diabéticos. Tem ainda um poder antioxidante, previne o envelhecimento da pele e pode ter um efeito benéfico na prevenção do cancro.

Infusão de cidreira.
Os seus benefícios estão relacionados com as propriedades medicinais que esta planta possui. Sabe-se que esta melhora a qualidade do sono, alivia as dores de cabeça, combate os gases, previne distúrbios digestivos, alivia cólicas menstruais e intestinais, previne distúrbios renais, e promove ainda o bem-estar e a tranquilidade.





9 Razões para beber chás e infusões

Apesar dos benefícios já falados acima, o chá é uma excelente bebida por diversas razões:

1-Ingestão de líquidos.
O chá é uma forma alternativa de ingestão de líquidos! Devido ao facto de estes conterem uma grande quantidade de água, ajudando assim na hidratação do organismo.

2-Não calórico.
O chá é uma bebida natural e isenta de calorias. Caso resista à tentação de lhe adicionar algo mais, como açúcar ou leite, tem 0 calorias!

3-Saciante. Apesar de não ter calorias, a água irá provocar uma sensação de estômago cheio, sendo que com os aromas e sabores libertados irão também proporcionar-lhe uma sensação de bem estar.

4-Relaxante. Existem algumas variedades de ervas e plantas que têm propriedades relaxantes. Se está cansado depois de um longo dia de trabalho, vai saber-lhe bem relaxar no sofá com uma chávena da sua infusão de ervas favorita. Nesse caso, evite os chás, pois podem ser um pouco excitantes, devido à quantidade de cafeína.

5-Tão simples e tão saboroso.
Um bebida tão simples e tão natural e com um sabor magnífico!

6-Estado de alerta. Se o que precisa é de uma boa dose de “energia” para começar em grande o seu dia, o chá pode dar uma ajuda, devido a sua concentração de cafeína. Neste caso deve mesmo optar pelo chá branco, verde, oolong ou preto.

7-Oportunidade de convívio. O chá poderá ser um pretexto para se encontrar com amigos e conviver bebendo chá. Combine com os seus amigos ir a uma casa de chá, porque existem locais fantásticos que podem visitar, para tomar, por exemplo, o chá das 5.

8-É uma boa escolha.
Porque muitas vezes o convívio pode levar a um consumo de calorias indesejadas, os chás e infusões estão aqui para o salvar. Certamente já lhe aconteceu ir a um café com amigos e, por se sentir “obrigado” a consumir, acabar por pedir um refrigerante ou um bolo. Agora já sabe, prefira um chá ou infusão.

9-Ideal para todas as estações. Se é verdade que não há nada melhor do que uma chávena de chá quentinha para as alturas do ano mais frias, pois essa ajudará a subir a temperatura do seu corpo, também é a bebida ideal para um dia de verão! É só deixar o seu chá ou infusão arrefecer, colocar um pouco de gelo e o seu refresco estará pronto.


Fonte: Walmond Blog

Artigos RELACIONADOS

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares