Eis Tudo Aquilo Que Precisa De Saber Sobre A Celulite

A pele casca de laranja é uma das maiores dores de cabeça das mulheres.: Tudo o que precisa de saber sobre celulite
© iStock Tudo o que precisa de saber sobre celulite 

A celulite é o nome dado à alteração do tecido cutâneo provocada pela acumulação de células de gordura no tecido conjuntivo, sobressaindo, assim, o tecido adiposo. Quando tal acontece dá-se o conhecido efeito ‘casca de laranja’, uma condição provocada por alterações na circulação e deficiências na irrigação dos capilares e dos pequenos vasos, aumentando o tecido fibroso.

Embora a celulite seja um tema comum em conversas entre amigas, entre familiares e até mesmo com alguns especialistas, a verdade é que esta condição é ainda alvo de várias ideias erradas e até mesmo de mitos, o que acaba por dificultar o tratamento e até mesmo a prevenção do aparecimento ou agravamento do efeito casca de laranja.

Acha que sabe tudo sobre a celulite? Possivelmente não e para prová-lo o site Eat This, Not That! reuniu alguns factos sobre esta condição que prometem fazê-lo olhar para a celulite com outros olhos (e atenção). Ei-los:

1 – A celulite é mais comum do que pensamos, sendo que a ciência já provou que perto de 90% das mulheres sofrem desta condição (sim, mesmo aquelas que seguem um estilo de vida saudável);

2 – A celulite é também uma questão masculina, uma vez que 10% dos homens têm celulite em alguma parte do corpo (embora seja mais comum nos casos de excesso de peso, o que não acontece com o sexo feminino);

3 – A celulite é causada pela acumulação de gordura e, por isso, tem como principal impulsionadora a alimentação;

4 – Se não escolhe géneros, a celulite também não escolhe idades, nem tão pouco formas físicas, podendo também aparecer nas pessoas consideradas magras;

5 – A celulite pode ser também genética, uma vez que são vários os fatores que desencadeiam a celulite que têm origem genética, como as alterações hormonais;

6 – Algumas doenças podem impulsionar ou agravar o aparecimento de celulite, como acontece com os transtornos obsessivos compulsivos, o hipoteroidismo e a depressão;

7 – Há uma escala de medição de celulite. De acordo com a escala Nurnburger-Muller, a celulite deve ser medida de acordo com os buraquinhos que provoca na pele, sendo que a escala zero aplica-se quando a celulite não é visível mesmo que a pele seja beliscada; a escala um aplica-se quando a celulite aparece quando se aperta a pele; a fase dois classifica o aparecimento de covinhas a olho nu quando se está de pé; já a escala quatro é aquela que inclui a celulite visível nas mais variadas situações (de pé, sentado, deitado, a dançar, a caminhar, etc.);

8 – A perda de peso pode ajudar a combater a celulite, uma vez que implica sempre a perda de gordura;

9 – Contudo, a perda de peso pode também agravar a celulite, especialmente quando esta é provocada por determinadas patologias. Diz um estudo da Universidade de Cincinnati que a perda de peso pode deixar a celulite mais evidente;

10 – Como lhe contámos aqui, alguns alimentos podem ajudar a prevenir, atenuar e até mesmo banir a a celulite;

11 – Os treinos de força e que tenham como objetivo tonificar os músculos podem ajudar a atenuar a celulite;

12 – As massagens localizadas podem também melhorar o aspeto da celulite, uma vez que promovem uma melhor circulação, prevenindo a acumulação de gordura em determinadas zonas;

13 – A celulite pode agravar com a idade, especialmente depois da menopausa e tudo à boleia das mudanças hormonais;

14 – Embora a cosmética não faça milagres, alguns truques podem ajudar, desde que sejam aplicados da forma correta e nas vezes necessárias;

15 – Os produtos com cafeína ou retinol mostram-se eficazes na redução da celulite e do efeito casca de laranja.



Artigos RELACIONADOS

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares