AINDA CONSOME REFRIGERANTES ? Os factores mais negativos desta bebida


O ácido fosfórico é o químico mais preocupante, além do açúcar. Apresentamos-lhe as razões para deixar de consumir. E sim, também nos referimos às versões light.

Sejam os refrigerantes normais, diet, light ou zero, todos eles contêm fosfato, ou ácido fosfórico – um ácido que dá à bebida o seu típico sabor refrigerante e prolonga a conservação. Ainda que também exista em muitos alimentos integrais, como a carne, leite ou nozes, o ácido fosfórico em excesso pode levar a problemas cardíacos e renais, perda muscular e osteoporose. Além de que consequentemente provocará aceleração no envelhecimento.

Tem havido ao longo dos anos vários estudos acerca deste assunto. O Telegraph decidiu fazer uma lista de razões, baseando-se num novo estudo que refere que este tipo de bebidas, com um elevado grau de açúcar, pode provocar cancro, problemas cardíacos ou até diabetes.
Os cientistas envolvidos no estudo alertam para que se tenha cuidado ao consumir este tipo de bebidas e referem que, por ano, o elevado consumo de refrigerantes tem provocado a morte a mais de 180 mil adultos.

A razão é o elevado nível de açúcar, os químicos e a falta de valor nutricional que estes refrigerantes possuem.

1) Cancro 
Tem havido muitos estudos a analisar as ligações entre os vários tipos de cancro e o consumo de bebidas efervescentes. Esses mesmos estudos sugerem que beber apenas duas bebidas açucaradas por semana aumenta a quantidade de insulina que o pâncreas produz e pode duplicar o risco de desenvolver cancro no pâncreas – um dos mais perigosos. Os estudos concluem também que beber apenas uma destas bebidas por dia pode aumentar a probabilidade de, no caso dos homens, vir a desenvolver cancro da próstata em cerca de 40 por cento. Já no caso das mulheres, o consumo de uma lata e meia por dia pode aumentar o risco cancro da mama. Além de que alguns dos químicos que são utilizados para dar cor às bebidas também podem provocar cancro.


2) Problemas cardíacos 
Um grupo de cientistas americanos encontrou uma forte ligação entre a proporção de calorias diárias de alimentos carregados de açúcares adicionados (como refrigerantes) e as taxas de mortalidade por doença cardiovascular. Os cientistas alegam que beber três latas por dia pode triplicar o nosso risco de doença cardíaca.


3) Diabetes
Tem sido comprovado que as bebidas carregadas de açúcar têm levado ao aumento dos casos de diabetes. Um estudo realizado entre 1990 e 2000 estima-se que o aumento do consumo de bebidas adoçadas com açúcar contribuiu para 130 mil novos casos de diabetes.


4) Problemas de fígado 
Um estudo de 2009 descobriu que bebidas açucaradas pode causar doença hepática gordurosa e beber apenas duas latas por dia pode levar a danos no fígado.


5) Violência 
Um estudo realizado em adolescentes encontrou uma ligação entre o consumo de bebidas gasosas, a violência e a probabilidade de os jovens dispararem uma arma. Os investigadores descobriram que até mesmo adolescentes que bebiam apenas duas latas por semana foram mais agressivos para com os amigos e que aqueles que bebiam cinco ou mais latas por semana também eram mais propensos a ter bebido álcool ou fumaram pelo menos uma vez no mês anterior.


6) Em grávidas, podem provocar um parto prematuro 
Um estudo levado a cabo na Dinamarca, que observou 60 mil mulheres, alertou as grávidas para que não consumissem bebidas light gaseificadas. O estudo em causa concluiu que as mulheres que bebiam refrigerantes artificialmente açucarados ou efervescentes tinham mais probabilidades de dar à luz prematuramente. Pensa-se que os produtos químicos dos adoçantes artificiais tenham alterado os úteros destas mulheres.


7) Alterações no cérebro 
Está provado que estas bebidas tanto afectam o corpo, como os níveis de proteína no sangue, um factor que proporciona a hiperactividade.


8) Envelhecimento prematuro 
Os fosfatos utilizados em bebidas gasosas, bem como muitos outros alimentos processados, têm sido associados à aceleração do processo de envelhecimento. O que não é mau apenas em termos de rugas, mas também no que respeita a complicações de saúde, que apenas deveriam surgir com o avançar da idade. Como é o caso de doenças renais crónicas ou a calcificação cardiovascular.


9) Puberdade precoce 
Um estudo da escola de medicina de Harvard, baseado em 5.583 raparigas com idades entre nove e os 14 anos, concluiu que entre aquelas que bebiam uma lata e meia de refrigerante por dia tinham a sua primeira menstruação primeiro do que aquelas que não consumiam. Isto significa que, consequentemente, o risco cancro será maior nessas raparigas.


10) Obesidade 
É sabido que a obesidade é o problema mais óbvio ligado ao consumo de refrigerantes. O que muita gente não sabe é que isso não acontece só com a versão normal dessas bebidas, mas também com as versões light, zero ou diet. 


Um estudo descobriu que as pessoas que beberam bebidas gasosas light viram a sua cintura aumentar em cerca de três vezes mais do que os não bebedores. Já para não falar das pessoas que beberam versões não dietéticas.


11) Alzheimer 
Um grupo de cientistas americanos descobriu que ratos alimentados com o equivalente a cinco latas de bebidas açucaradas por dia tinham mais problemas de memória e duas vezes mais a probabilidade de ter problemas cerebrais do que os ratos que não consumiram açúcar na sua dieta. Algo que levou estes cientistas a concluírem que os refrigerantes estão provavelmente associados à doença Alzheimer.








Artigos RELACIONADOS

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares