Formas De Reduzir O Risco De Cancro


© Fornecido por Notícias ao Minuto

Todos os dias se ouve falar de cancro e todos os dias são diagnosticados milhares de novos casos em todo o mundo. O cancro é a doença do momento e uma das mais temidas globalmente.

A proliferação anormal de células é a principal responsável pelo aparecimento do cancro, que surge quando ocorre uma produção anormal e desnecessária de novas células, que entram em conflito com as que não morrem e que permanecem no corpo. “Este conjunto de células extra forma um tumor”, explica a Liga Portuguesa Contra o Cancro no seu site, mencionando, ainda, a existência de tumores benignos (que por norma não colocam a saúde em risco) e os tumores malignos (que podem ser fatais).

Embora o cancro tenha uma origem ‘interna’ e possa ser desencadeado por fatores genéticos e hereditários, é possível reduzir o risco da doença adotando um estilo de vida saudável.

Seguir uma dieta equilibrada e variada (bem ao estilo da que se come no Mediterrâneo) é o primeiro passo a dar. Segundo a nutricionista Gemma Morales, citada pelo El País, a má alimentação está na origem de 30% dos tumores cancerígenos, sendo, por isso, importante adotar uma dieta saudável. Como? Apostando em alimentos benéficos para a saúde e excluindo todos aqueles que podem ser nocivos. O livro ‘A Dieta Anti Cancro’ [editora Vogais] da nutricionista Magda Roma dá a conhecer os principais truques alimentares para prevenir o aparecimento da doença.

Sendo o tabaco a primeira causa de cancro a nível mundial, deixar de fumar é crucial para evitar o aparecimento de alguns cancros específicos, como o dos pulmões, da garganta ou boca. Contudo, há ainda que salientar que não é apenas quem tem o vício que está à mercê da doença: o fumo passivo está, também, na lista dos dez principais causadores de cancro, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Beber pouco álcool é um dos outros passos a dar, uma vez que o consumo de bebidas alcoólicas – quando feito de forma recorrente e/ou exagerada – aumenta o risco de cancro na boca, garganta, esófago, laringe, fígado e mama, diz o El País, que aconselha um consumo moderado: um máximo de 150 mililitros de vinho por dia para adultos.

Uma outra forma de prevenir a doença é manter um peso saudável, controlando-o frequentemente e evitando grandes oscilações de peso. Segundo um estudo espanhol, o excesso de peso e a obesidade impulsionam o aparecimento de alguns cancros, especialmente o da mama e do colon. Além disso, ter peso a mais está relacionado com outro tipo de doenças, como a Diabetes tipo 2.

Para se conseguir manter um peso saudável não basta, apenas, comer bem. É preciso fazer exercício físico e incluir a atividade na rotina diária. Elena Segura, do Departamento de Prevenção da Associação Espanhola Contra o Cancro diz que “uma parte dos tumores está relacionada com o estilo de vida sedentário” e cada vez mais comum entre a população.

Segundo a OMS, um adulto deve fazer por semana 150 minutos de atividade aeróbica moderada ou 75 minutos de atividade aeróbica vigorosa.

Ter as vacinas em dias e tomá-las no momento correto é também uma forma de prevenir o aparecimento do cancro, em particular o do colo do útero.

Mas como o cancro tem, porém, um lado bastante genético e hereditário, é fundamental conhecer o histórico familiar e estar a par das doenças oncológicas que possam ter ocorrido na família. Só assim é possível começar um plano de prevenção atempadamente.

E como a vida traz já demasiado stress, uma outra forma de prevenir o aparecimento de cancro é relaxar. Manter um estilo de vida calmo, sem grandes oscilações de emoções e com os níveis de stress controlados é meio caminho andado para evitar problemas mentais e possíveis cancros.


Artigos RELACIONADOS

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares