FITOQUÍMICOS: as outras vitaminas

As outras VITAMINAS



Estão presentes nas frutas e verduras, não têm calorias mas contêm inúmeras propriedades. Apesar de não serem nutrientes, os fotoquímicos agem em conjunto com estes e com as vitaminas no combate aos problemas de saúde.


Estas substâncias, chamadas também de fitonutrientes, contribuem de maneira ativa para a regulação dos sistemas vitais do organismo (sistemas imunológico e endócrino). Aqui explicamos-lhe porque oferecem tantos benefícios para o organismo.



Os fitoquímicos são substâncias protetoras presentes nos alimentos de origem vegetal que atuam como pigmentos, sendo responsáveis pela sua cor. Até ao momento foram descritos aproximadamente 100 tipos diferentes na natureza. De seguida, damos-lhe a conhecer alguns dos mais importantes.


Quais são os seus benefícios?

Por um lado, as suas propriedades antioxidantes protegem as células de alterações que podem dar origem a vários tipos de cancro e, por outro, previnem as doenças cardiovasculares, articulares e processos infeciosos, fortalecendo o sistema imunitário.

Quando devemos consumi-los?


Para obter uma maior quantidade e variedade de fitoquímicos, convém incluir na dieta diária cinco porções de frutas e verduras, onde estes se encontram em grande abundância. 

Carotenóides
São compostos orgânicos presentes em alguns legumes e frutas, como a cenoura, o melão ou o tomate, conferindo-lhes cor (do amarelo ao encarnado).


Apesar de essenciais ao seu bom funcionamento, o corpo humano não é capaz de sintetizá-los, devendo obtê-los através da alimentação.
Entre os carotenoides mais importantes estão o betacaroteno e o licopeno.


O betacaroteno é a mais abundante e a mais eficaz provitamina A nos alimentos (importante para a saúde da visão) e um potente antioxidante, essencial para a prevenção do cancro. As suas principais fontes são a cenoura e o agrião. O licopeno também possui excelentes propriedades antioxidantes, cardioprotectoras e anticancerígenas, nomeadamente na prevenção do cancro da próstata. É abundante no tomate e nos seus derivados.

Polifenóis

São uma classe de fitoquímicos que funcionam nos vegetais com pigmentos azul, azul avermelhado e violeta. Têm uma forte ação anti-inflamatória e antioxidante, ajudando a prevenir alterações celulares potenciadoras de cancro e doenças como a diabetes e a obesidade, entre outras.

Dentro deste grupo, destaca-se um subgrupo importante, os flavonoides (descritos de seguida), e substâncias como os taninos, por exemplo, que dão o sabor adstringente ao vinho tinto e ao chá.

Flavonóides


Possuem uma ação antioxidante, protegendo as células contra os danos dos radicais livres. O principal mecanismo protetor dá-se através da diminuição na oxidação das moléculas de LDL, conhecido como o colesterol mau, e aumento do HDL ou colesterol bom. Além disso, têm uma ação anti-inflamatória, que reduz o risco de problemas cardiovasculares.

As isoflavonas são um exemplo de flavonoides. Podem encontrar-se no tofu, grão-de-bico e na soja, sendo que estas, as isoflavonas de soja, ajudam a reduzir os sintomas da menopausa.

Fitoesteróis e fitoestanóis


São esteróis e estanóis vegetais presentes em pequenas quantidades em muitos alimentos vegetais, como frutas, verduras, frutos secos, sementes, leguminosas e óleos vegetais.

Também podem ser encontrados em produtos alimentares enriquecidos com estas substâncias, como cremes vegetais, iogurtes e suplementos.

O seu principal benefício é a capacidade de inibir parcialmente a absorção intestinal do colesterol.

Estudos recentes comprovam que o consumo de 1 a 3 gramas de esteróis e estanóis vegetais por dia é capaz de reduzir o colesterol sanguíneo, diminuindo o risco de doença coronária.

Glucosinolatos

Ajudam o fígado na sua função desintoxicante e regulam a quantidade de linfócitos, que são responsáveis pelo bom funcionamento do sistema imunitário. Encontram-se em todas as verduras, em particular nos brócolos, couves-de-bruxelas e couves, conferindo-lhes o aroma e sabor característicos. 

Clorofila

É o pigmento verde das plantas que transforma a luz solar em alimento para a planta. 

No corpo humano, estimula a formação dos glóbulos vermelhos e ajuda a cicatrizar as feridas pelo seu efeito coagulante e antibacteriano. Neutraliza ainda as toxinas no corpo, ajudando na purificação do organismo. Encontra-se em todo o tipo de vegetais verdes e algas marinhas.

Terpenos 

Bloqueiam o avanço dos agentes do cancro, sobretudo das células tumorais relacionadas com as hormonas. A esta classe pertencem os limonóides que protegem o tecido do aparelho respiratório, em geral, mas sobretudo, o dos pulmões. Encontram-se nas cerejas e na pele de citrinos como as laranjas e os limões.








Artigos RELACIONADOS

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares